Um Dia Após o Outro!

Mudanças

Olá a todos!
O blog está passando por reformulações. Um pouco por vez para ficar mais bonito, funcional e clean! rsrs

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Conto - Uma Vida para ser Vivida!



Não só de livros vive uma leitora!
De escrever alguns textos, também!
Espero que gostem!

Uma Vida para ser Vivida!
Era uma sina passada de mãe para filha.
Nascer, crescer, reproduzir, envelhecer, morrer e sofrer sempre!
Maria não via alternativas para não seguir esta sina...
Aos 16 anos começou a trabalhar numa confecção para ajudar em casa. Foi com muito sacrifício que terminou o 2º Grau. Seu sonho de fazer faculdade de Moda não pôde ser realizado. Era caro, e longe, e tinha que ajudar seus pais em casa...
Aos 18 anos conheceu Pedro. Namoraram e casaram. Depois, vieram os filhos.
Sua vida se reduziu ao seu casamento, sua casa, seus filhos e seu trabalho. Seus sonhos ficaram adormecidos, esquecidos. Não havia espaço para eles.
Mas Deus não abandona seus filhos.
Certo dia, seu marido lhe disse que não a queria mais naquela casa. Que ela e os filhos fossem embora. Para ele, não importava para onde iriam, mas ali, não ficariam mais! Arranjara outra mulher!
Maria perdera seu chão. Arrasada, voltou para a casa de sua mãe viúva. Aquela vida, apesar das mazelas, a única que conhecera até então, não existia mais. Teria que sustentar ela e seus filhos. Sua mãe fazia o melhor, mas mesmo assim, era pouco. O que sua mãe recebia mal dava para seus gastos.
Dia após dia. Noite após noite. Maria trabalhava sem parar. Seus filhos precisavam estudar! Não iriam padecer nessa vida como ela.
Maria estava no fundo do poço. Mas algo aconteceu! Ela descobriu que o fundo do poço era firme e que podia usá-lo para subir! Se redescobriu! Viu que tinha valor! Era e podia ser mais e melhor!
Isso aconteceu depois que o Patrão de Maria lhe ofereceu um curso de aperfeiçoamento. Ele disse à Maria que “devido ao seu empenho, vou lhe pagar um curso para que você aprenda técnicas novas e que possa passar este conhecimento para suas colegas de trabalho”.
E lá foi Maria!
Um novo mundo lhe foi apresentado! Descobriu o prazer pela leitura. Aprendeu o valor do estudo. E uma nova mulher estava se formando! Uma nova vida surgia! Que lhe traria muita felicidade para ela, para seus filhos e sua mãe!
Com o tempo, Maria foi crescendo na empresa. A medida em que a confecção, onde trabalhava, ganhava mercado, sua posição nela iria crescendo. De costureira passou à assistente, depois, foi supervisora. Era querida por todos e ajudava todas as costureiras que queriam, como ela, estudar.
Seus filhos também foram trabalhar aos 16 anos. Mas com a diferença que eles viam, em seu futuro, uma faculdade para conquistar seus sonhos.
Para Maria, seus filhos eram o seu orgulho. Conseguira quebrar a triste sina que vinha em sua família: trabalhar muito, ganhar pouco e não ter sonhos. Só sobreviver.
O que Maria não poderia imaginar, é que, apesar das dificuldades iniciais, soube tirar proveito do que a vida lhe apresentou. Enquanto Pedro continua em seu mundinho.

Janaína Schüssler